Centro de Formação de Adolescentes e Jovens e Biblioteca

SOBRE

O projeto tem o objetivo de garantir a adolescentes e jovens uma formação continuada, capacitando-os para dominar uma reflexão consistente sobre a cultura brasileira, impulsionando-os a buscar seu campo de atuação e inserção social seja no mercado de trabalho ou na ampliação dos estudos. Essa formação será desenvolvida através do Centros de Formação da Oca, que tem como eixo a Biblioteca Maria Helena Mardegan Scabelo, que abriga e expande as atividades formativas.

O público-alvo do projeto é adolescentes e jovens entre 12 e 18 anos atendidos pela Oca e alunos da Escola Estadual Esmeralda Becker Freire de Carvalho, escola com a qual há 25 anos desenvolvemos diversos projetos em parceria.

Esse projeto é contemplado pelo Edital de Chamamento Público nº 001/CMDCA 2021

O QUE REALIZAMOS

ABRIL 2022

Formação de Monitores

No mês de abril durante a sua formação, além das análises semanais para ver se cada um tem alguma questão que gostaria de conversar no grupo quanto às suas atividades, relações ou alguma questão que enfrentam na Oca, trabalhamos na finalização do escopo do projeto dos monitores. 

O “Projetinho Moca”, foi apresentado tanto para a equipe quanto para os alunos. Durante as quintas-feiras estão sendo propostas as rodas de leitura e as terças-feiras a ampliação do repertório de histórias para as brincadeiras de teatro. No mês de abril começaram a mobilização das crianças e adolescentes, assim como a observação dos potenciais alunos e alunas para aderir ao projeto.

Formação de Formação do Jovem Brincante

No mês de abril demos continuidade as necessidades e sentimentos, conectando os significados de algumas necessidades aos sentimentos e trazendo para uma identificação de perfil, de quem se reconhece e como é um adolescente nesta etapa da vida com esses sentimentos.
Aproveitamos a discussão para aproximar jovens de outras idades para compor o grupo, tornando maior a abrangência da discussão e sua condução.

A partir das escolhas dos adolescentes realizadas em março, trouxemos a apresentação em formato de estatístico das necessidades e sentimentos mais escolhidos por ele, dando a atenção para as necessidades consideradas positivas e negativas. Associamos com outros jovens de convívio, se eles conseguiam observar isso em outros adolescentes de seus círculos de convívios. Conversamos também sobre o impacto de algumas necessidades e sentimentos na fase de vida, trazendo pontos de atenção para questões emocionais e neurológicas.

Para fechar o mês, trouxemos mais uma vez o grupo de jovens para a definição de pontos importantes para a sustentabilidade e definições de processos da Oca. Dessa vez o convite foi para trazerem pontos que são essenciais para uma boa convivência, ampliando as vozes dos alunos na construção de um acordo coletivo. Aproveitamos para juntar com as necessidades e pedimos que olhassem para elas com o objetivo de que o que é considerado essencial para eles seja garantido na Oca para suas expressões e desenvolvimento.

Fotografia

Realizadas nos dias 12 e 26 de abril, com a chegada de novas jovens para a atividade, retomamos uma parte importante sobre a fotografia que é sobre o interesse de cada um em fotografar, a importância e o que eles querem construir com as imagens. Para isso nos inspiramos no livro de Sebastião Salgado intitulado “Amazonia”, para compreender o valor da fotografia e o que ela significa para além da técnica.

Cursos de formação ministrados por profissionais externos

No final de março e no mês de abril, a Oca recebeu o projeto Foco na Oca. Um projeto de audiovisual, uma parceria com a Oca e a Escola Esmeralda Becker, contemplado pelo PROAC Editais 2021, onde adolescentes de 15 a 18 anos aprenderam técnicas de planejamento, produção e divulgação de vídeos de até 1 minuto, utilizando linguagens que eles já conhecem e faz parte dos conteúdos que consomem na internet e com o aparelho que está no bolso de cada uma, o celular. As atividades foram ministradas pelo fotógrafo e videomaker, Éder Progretti.

Além disso, o projeto se encerrou com um festival de curta-metragens, onde os participantes das oficinas puderam expor para toda a comunidade o trabalho que construíram. O evento contou com a participação de jurados representando as instituições, além do renomado diretor e roteirista Marcelo Machado, que exerceu atividades como diretor de produção e programação da MTV e dirigiu, para o canal Multishow, a série Música Brasileira. Realizou vídeos experimentais e documentários tais como Marly Normal (melhor vídeo do 1º Festival Videobrasil, 1983) e Do outro lado da sua casa (melhor vídeo-documentário no FestRio 1984). No cinema, seu trabalho mais importante foi Tropicália, documentário que retrata o movimento do Tropicalismo Brasileiro entre os anos 1967 e 1969 através de referências, entrevistas, pesquisas, imagens e canções da época. Estiveram também presentes Evaldo Claudino de Almeida, secretário de cultura do município de Carapicuíba e Lucilene Silva, coordenadora geral da Oca.

A comunidade e alunos estiveram presentes em massa e foi maravilhoso o envolvimento e a vibração de todos na torcida para a seleção dos vídeos. Os três primeiros colocados ganharam um celular e ainda foi sorteado um quarto aparelho.


MARÇO 2022

Formação de Monitores

No mês de março durante a sua formação, além das análises semanais para ver se cada um tem alguma questão que gostaria de conversar no grupo quanto às suas atividades, relações ou alguma questão que enfrentam na Oca, trabalhamos a formatação do projeto dos monitores. 

O projeto que se denominou “Projetinho Moca”, teve os seus objetivos gerais e a relevância construídos, assim como o detalhamento das atividades com datas e formatos para acontecerem. Os monitores em conjunto decidiram já colocar em prática o projeto, para isso foi definida a apresentação dele para a equipe pedagógica, com a finalidade de incorporar nas atividades semanais e começar o processo de difusão para os alunos de manhã e tarde, no espaço da Roda de Conversa, que iniciam as atividades na Oca, para que entendam a oportunidade da proposta.

Formação de Formação do Jovem Brincante

No mês de março, conversamos sobre caminhos e interesses e começamos a desenhar o que a Oca traz de relevante para suas vidas que eles gostariam que outros jovens também tivessem oportunidade de vivências. Para fortalecer o entendimento sobre engajamento e motivação, conversamos com voluntários do Instituto C&A que estavam realizando uma ação de aprimoramento do espaço do Bazar da Oca, juntamente com o grupo de mães (As Rendeiras da Aldeia). Com essa oportunidade os adolescentes puderam ouvir alguns exemplos de motivações que vão além do recurso financeiro e que atingem valores e necessidades pessoais.

Retomando a conversa sobre as motivações, os adolescentes trouxeram os pontos nas falas dos voluntários do Instituto C&A que mais chamaram a atenção e começamos um processo investigativo sobre motivação, necessidades e emoções. Utilizamos para essa atividade um jogo do livro “Comunicação Não Violenta Ilustrada: mudando a chave da desconexão à conexão”, com o intuito de desenvolver uma primeira percepção nas questões mais subjetivas de cada um e o que eles reconhecem neles quanto as necessidades que eles tem atualmente e quais as emoções mais latentes atualmente na vida deles.

Os adolescentes trouxeram a percepção de duas formas de necessidades: a material e a afetiva e como era mais difícil suprir essas necessidades que ficam “dentro da gente” e trazer elas para a realidade. Aproveitamos para contextualizar para eles as necessidades e o momento de vida em que estão, conectando com o desenvolvimento tanto emocional e mental, quanto físico, o que trouxe o tema da sexualidade e os assuntos conversados no encontro realizados com duas profissionais da saúde para falar de saúde íntima, como uma ação do Dia Internacional da Mulher.

A conversa chegou a visão de mundo e o que queremos de mudança no mundo, onde cada adolescente percebeu que a responsabilidade das decisões e mudanças começam no individual e que nós também sustentamos coisas que não queremos quando não nos opomos ou praticamos um mesmo comportamento ofensivo de grupo.

Fotografia

Realizadas nos dias 03, 10, 17, 24 e 31 de março, demos continuidade aos estudos de luz e sombra. Fizemos uma experimentação com fonte de luz natural e a fonte de luz artificial com a utilização do Ring Light, um equipamento fotográfico de emissão de luz direta que ficou popularizado pelo seu uso na produção de conteúdo digital por influencers e durante a pandemia diante as excessivas horas de conteúdos feitos em casa e ao vivo. Além disso, durante as sessões de fotografia revisamos o enquadramento do retrato, a direção fotográfica com o posicionamento de modelos e fotógrafas e fotos na contraluz.

Fórum dos alunos

o dia 29 de março realizamos o primeiro fórum com os alunos de 5 a 18 anos da Oca Escola Cultural. O fórum atua como um espaço de fala para os alunos colocarem como eles estão vendo e sentindo o dia a dia da Oca. Durante o exercício de fala e escuta, eles trazem os pontos que são positivos em nossa proposta, os pontos a serem melhorados, como sentem as relações entre eles e entre alunos e equipe Oca e trazer sugestões de atividades, melhorias no espaço e assuntos que estão em seus interesses.

Alguns pontos do fórum foram:

• Elogios às atividades de dança, brincadeiras, artes e fotografia;

• Sugestão de novas atividades como: cursos de línguas, informática, alguns cursos mais específicos de nível técnico e aula de violão;

• Sugestão de volta de algumas atividades e brincadeiras como: a tirolesa, partitura e ampliação para outros dia da atividade de fotografia;

• Alguns pontos a melhorar: um aproveitamento melhor do tempo entre conversas, exposição de conteúdo e práticas, aproveitamento melhor do tempo na divisão de atividades, questionamento no comportamento de alguns alunos que inferem no andamento das atividades e a proposição de acordos coletivos de convivência;

• Melhorias no espaço: ventiladores nos espaços que ficam mais quente em dias de calor como a biblioteca


FEVEREIRO 2022

Formação de Monitores

A Formação de monitores tem como objetivo apoiar os jovens da Oca, em seu primeiro emprego, acolhendo-os como aprendizes para que transformem o seus aprendizados, que constroem desde a infância na instituição, de forma prática em seus caminhos futuros de vida pessoal e profissional.

Hoje, o grupo de monitores é formado por 3 jovens com idade média entre 16 e 18 anos, que estão na conclusão do Ensino Médio e no início de seus estudos no Ensino Superior. No ano de 2022 temos a participação no grupo de uma jovem de 19 anos, que atuava como monitora nos últimos 4 anos e foi contratada, em regime CLT, como parte da Equipe Oca. O acolhimento dela vem para fazer essa transição de monitora para educadora-assistente.

O encontro de Formação de monitores se desenvolve em 2 momentos:
• Avaliação da semana anterior de atividades e necessidades de apoio e desenvolvimento;
• Elaboração e execução de projetos pelos adolescentes e jovens na comunidade a partir das formações recebidas, como proposta de ação contemplada por este edital.

Formação do Jovem Brincante

A Formação do Jovem Brincante, transversal ao projeto de formação socioemocional, se destina aos adolescentes de 15 a 18 anos apoiando nos seus processos de autoconhecimento, reconhecimento de território cultural e responsabilidade social, mundo do trabalho e trajetória acadêmica. Com dinâmicas que envolvem rodas de conversas, incentivo ao registro e à prática da escrita e troca de experiências com diversos profissionais que têm a cultura brasileira como parte central de sua atuação profissional. Todos os encontros e temáticas se alinham ao cronograma de trabalho da Oca.

Em fevereiro, conversamos sobre os planos e objetivos de cada um para o ano e realizamos uma atividades de organização de pensamento e concretude de intenção sobre o que desejam desenvolver. Explorando as seguintes perguntas:

• Quais seus objetivos?
• Por que você quer alcançá-lo?
• Qual a real motivação para ter esse objetivo?
• O quanto se sentem próximos de atingir o objetivo

Fotografia e produção audiovisual

A fotografia e a produção audiovisual são atividades que nasceram a partir do pedido e interesse dos alunos pelos assuntos. No mês de fevereiro começamos a estudar luz e sombra e qual a diferença entre a luz fria e luz quente, sombra dura, sombra difusa e suas intencionalidades quando utilizadas nas fotografias. Luz e sombra é o principal domínio que se deve ter no planejamento da fotografia para se ter fotos de qualidade e cultivar a visão estética sobre o uso intencional da sombra em uma composição de fotografia que a tem como um item geométrico. Entre os temas sobre o assunto pontua-se:

• A diferença entre a luz fria e luz quente;
• A diferença entre sombra dura e sombra difusa
• Intencionalidade de uso e os diferentes resultados
• Cuidado com o uso do flash

Acompanhamento escolar de língua portuguesa e matemática

As atividades de acompanhamento escolar são destinadas para os alunos de 12 a 14 anos da Oca Escola Cultural. Ele acontece em todas as quintas-feiras, das 19h às 21h. O acompanhamento escolar apresenta três momentos, no primeiro realizamos uma roda de conversa com temas do interesse dos adolescentes, ou que estejam reverberando na comunidade, para uma construção conjunta de visão de mundo. No segundo momento, analisando os pontos de dificuldades principais das turmas, realizamos algum jogo em que, de forma lúdica, consigam desenvolver pontos básicos de matemática e da língua portuguesa. No terceiro momento, abrimos para o acompanhamento escolar, onde eles tem o espaço de pesquisa nos computadores para realização dos trabalhos e com o apoio de quatro adultos entre educadores da Oca e voluntários, conseguem tirar suas dúvidas ou dar atenção para assuntos que têm alguma dificuldade específica.

  1. Temas conversados na roda:
  • Retorno às atividades escolares e pontos de dúvidas
  • Guerra e violência – disparado pelo momento da guerra da Ucrânia e Rússia
  1. Jogos proporcionados:
  • Desafio da Tabuada
  1. Matérias e temas trabalhados no acompanhamento escolar:
  • Interpretação de texto de problemas matemáticos
  • Tabuada do 7, 8 e 9
  • Multiplicação com 3, 4 ou mais algarismos
  • Trabalhos de artes plásticas com pesquisa de cantores e músicas conhecidas, síntese e apresentação.
  • Trabalhos de Geografia sobre a Aldeia de Carapicuíba

Os comentários estão desativados.